Schlüter Bekotec Therm – Sistema de pavimento radiante de alta eficácia

Orçamentos na construção civil Fóruns Produtos e sistemas Schlüter Bekotec Therm – Sistema de pavimento radiante de alta eficácia

Este tópico contém 0 respostas, tem 1 utilizador, com a última actualização feita por  Schluter Portugal Há 1 mês, 1 semana.

  • Autor
    Artigos
  • #72311

    Schluter Portugal
    Participante

    A Schlüter tem várias placas de acordo com a especificidade de cada obra.

    http://www.schluter.pt/media/553343_BT-Energie-8s_PT_screen_0816.pdf

    Mas antes de apresentar a particularidade de cada uma, o que têm em comum?

    – Todas elas fazem parte de um sistema de construção de betonilhas de baixa espessura, pemitindo 8mm de betonilha acima do piton;

    – Com menos betonilha reduzimos os tempos para a aplicação do material de acabamento;

    – Não são necessárias juntas de fracionamento. Existindo juntas estruturais, estas devem ser respeitadas;

    – Fazem parte de um sistema que garante a aplicação de cerâmica ou pedra natural sem danos;

    Quais as diferenças entre elas?

    As mais vulgares são a EN 25 20P, e a EN 1520PF. A grande diferença entre elas reside no facto da 1520 PF ser revestida a uma película cor de laranja, sendo adequada para betonilhas auto-nivelantes, ou seja betonilhas mais líquidas.
    Ambas têm na sua totalidade 44mm (sendo 20mm contínuos e com pitos de 24mm), permitindo um total construtivo de 52mm antes do acabamento ou antes da lâmina Schlüter Ditra antes da cerâmica ou pedra natural.

    Com esta placa temos 57kg/m2 sobre a laje, comparativamente aos 131kg/m2 dos sistemas convencionais regulados pela norma europeia EN 13813 e EN 18 560-2.

    Com este sistema dentro do sistema de climatização Schlüter Bekotec-Therm é utilizado o tubo de 16mm.

    Ficha técnica em:
    http://www.schluter.pt/media/schlueter_db_9_1_bekotec_pt_0914.pdf

    A segunda placa mais grossa é a EN 23 F.
    Esta placa é completamente em polietileno e tem na totalidade 23mm, permitindo um sistema construtivo de 31mm.
    Como não tem qualquer isolamento térmico pode ser utilizada na renovação onde já exista um isolamento térmico do momento da construção do edifício (nada normal em Portugal)
    A maior vantagem desta placa, prende-se com o facto de ter elevada resistência à compressão, podendo ser utilizada em zonas sujeitas a tráfego intenso, como por exemplo naves industriais.

    No sistema de aquecimento são utilizados tubos de 14mm.

    Em termos de carga com esta placa temos 57kg/m2.
    Instruções de instalação em:
    http://bekotec-therm.schluter.pt/media/552036_Einbau_EN23F_0814.pdf

    Ficha técnica em:

    http://www.schluter.pt/media/schlueter_db_9_2_bekotec_f_pt_0914.pdf

    Como alternativa para a reabilitação temos as placas EN 18 FTS 5.

    Estas placas têm a particularidade de terem 5mm de isolamento acústico (absorvendo até 25db de acordo com a norma EN 717-2) e os nódulos de polietileno de 18mm.
    Na totalidade temos 23mm, o que permite um sistema construtivo de 31mm.

    Com este sistema a carga sobre a base é de 52kg/m2

    Neste caso temos dentro do sistema Schlüter Bekotec – Therm tubos de 12mm para a circulação da água.

    Instruções de instalação em:

    http://bekotec-therm.schluter.pt/media/553993_Einbau_BT_18_FTS_mehrspr.pdf

    E por último as placas EN 12 FK

    Dentro da família é a mais baixa, tendo 12mm na totalidade, permitindo um sistema construtivo desde 20mm.

    Uma particularidade é o facto desta placa ter que ser colada à superfície através de cimento cola.

    Peso aproximado por m2: 40kg/m2.

    Por outro lado, utiliza uma tubagem de 10mm para a circulação da água.

    Instruções de instalação em:

    http://bekotec-therm.schluter.pt/media/553994_Einbau_BT-EN_12_FK_mehrspr.pdf

Tem de iniciar sessão para responder a este tópico.