Controle de qualidade 08 – Lages Aligeiradas

19/11/2012 | Biblioteca - Controle de qualidade









N.º Operação Como executa O que controla Como controla Quem controla Quando
(frequência)
Quanto Critérios de
Aceitação/Rejeição
8.1 Marcação do “Pé direito” Marcação da cota de referência nos pilares Cota do pé direito Fita /mangueira de nível / nível Encarregado ou chefe de equipa de estruturas Durante a operação Totalidade ± 1 cm na cota
8.2 Escoramento Colocação de escoras conforme plano de escoramento Espaçamento Fita métrica Durante a operação De acordo com o plano de escoramento ± 5 cm de acordo com plano de escoramento aprovado pelo DO
Qualidade das escoras Visual ——–
8.3 Colocação das vigotas e abobadilhas Colocação das vigotas e abobadilhas conforme projecto ou cálculos do fornecedor A distribuição pré definida das vigotas, Visual / Fita métrica Totalidade ± 1 cm no espaçamento das vigotas
colocação das abobadilhas em toda a área Cobertura integral do intervalo das vigotas
8.4 Marcação dos negativos Ver PQ -16 “Execução de negativos e roços”, operações 16.1 e 16.2
8.5 Colocação da armadura de distribuição e dos tarugos Colocação conforme projecto Tipo de malha de distribuição Comparando com projecto Encarregado ou chefe de equipa de estruturas Durante a operação Totalidade Malha projectada
Diâmetro dos varões Fita métrica Diâmetro exigido no projecto
8.6 Betonagem / Vibração Aplicação do Betão Altura do betão Pela altura da cofragem Encarregado ou chefe de equipa de estruturas Durante a operação Totalidade ± 1 cm
Com vibrador Execução da Vibração Visual ———-
8.7 Descoramento Remoção das escoras, conforme caderno de encargos. Tempo de cura Visual Director de obra / Encarregado No inicio da operação Quadro XVIII, REBAP Descoramento: l ≤ 6 m → 14 dias l > 6 m → 21 dias