Procedimentos de segurança – Montagem de lajes

19/07/2012 | Biblioteca - Procedimentos segurança








Perigos mais frequentes

  • Queda de pessoas a nível diferente
  • Queda de pessoas ao mesmo nível
  • Queda de objectos por desabamento ou desmoronamento
  • Queda de objectos desprendidos
  • Marcha sobre objectos
  • Choque contra objectos imóveis
  • Pancadas e cortes por objectos ou ferramentas
  • Entaladela ou esmagamento
  • Sobre-esforços ou posturas inadequadas

Causas principais

  • Armazenamento desordenado
  • Trabalho desorganizado (mal dirigido ou mal coordenado)
  • Não controlar a qualidade dos anéis de engate
  • Não manter os caminhos de circulação em estado adequado para a circulação
  • Não definir e sinalizar caminhos de circulação com largura suficiente para a circulação segura de camiões e peões
  • Utilização de meios mecânicos de forma inadequada
  • Trabalhar em condições atmosféricas adversas
  • Utilização de andaimes ou bancadas indevidamente montados
  • Não utilizar os EPI(s) necessários, nomeadamente, contra quedas em altura
  • Trabalhadores sem formação e desconhecimento dos riscos

Medidas de prevenção aconselhadas

  • A montagem de pré-fabricados deve obedecer a um plano de montagem que contemple também o transporte para a obra e a respectiva armazenagem
  • Cada elemento deve ser movimentado, no mínimo por três homens. Dois a dirigirem o elemento, com recurso a duas cordas guias presas a cada lado do elemento e, o terceiro, a dirigir as manobras da grua
  • Quando colocado no local, deve-se proceder à montagem definitiva do elemento, antes de o desligar do ponto de suspensão e, sem largar as cordas guias
  • A recepção de vigas nos apoios, deve ser efectuada por duas equipas de três homens cada, coordenadas por um encarregado. Cada equipa dirige um dos extremos da viga, o terceiro homem da equipa dará indicações ao encarregado
  • Os trabalhadores a quem tenha sido atribuída a tarefa de receber os elementos pré-fabricados nas bordaduras das lajes, devem obrigatoriamente usar arnês de segurança, amarrado a elementos estruturais sólidos
  • Se o trabalho for realizado a mais de dois metros de altura, devem ser instaladas redes anti-queda
  • Deve ser definido e, devidamente compactado, um local para armazenagem dos elementos pré-fabricados. Esse local, deve permitir acesso e manobra fácil aos equipamentos de movimentação mecânica
  • Os elementos armazenados na posição horizontal devem ser colocados sobre dormentes de madeira e, de forma a não danificar os elementos de engate (para a sua içagem)
  • Os elementos armazenados na posição vertical, devem ser encostados e um elemento que possua resistência suficiente, sobre dormentes de madeira, com um ângulo que garanta a estabilidade e, de forma a não danificar os elementos de engate (para a sua içagem)
  • A circulação, dentro do estaleiro, dos camiões de transporte dos elementos pré-fabricados deve ser realizada em trajectos que, se possível, não deverão interferir com os outros trabalhos em curso (nomeadamente a circulação de máquinas).
  • O solo, nas zonas de trajecto dos camiões, deverá ser nivelado e compactado a fim de facilitar a sua circulação
  • Devem ser criados trajectos alternativos para circulação de pessoal e de máquinas, quando houver interferências com os trabalhos de movimentação ou colocação dos elementos pré-fabricados
  • O trabalho da grua deve ser organizado de forma a que as interferências possam ser facilmente geridas. Se tal não for possível, devem ser Instalados na grua limitadores mecânicos de posição
  • Deve ser rigorosamente proibido trabalhar ou permanecer sob os trajectos dos elementos suspensos
  • As operações devem-se realizar de forma sincronizada. Os elementos pesados têm uma grande inércia, pelo que, uma leve oscilação e suficiente para derrubar um homem
  • A zona de trabalhos deve manter-se limpa de ferramentas ou materiais que possam dificultar as manobras de movimentação e montagem dos elementos pré-fabricados;
  • Os trabalhos deverão ser suspensos sempre que se verifiquem ventos superiores a 40 km/h
Procedimentos de segurança e gestão de obra

Procedimentos partilhados por:

InObra – Fiscalização e Gestão de Obras
Rua Vale da Vermelha nº 57 – Albergaria-a-Velha
Tel: 234 522 062 / 964 595 531