Rendimentos de mão-de-obra em escavação de terras – Paz Branco

23/05/2013 | Biblioteca - Rendimentos Paz branco









I.1 Escavação de terras

(Horas x homem por m3)

Esta tabela faz parte do livro Rendimentos de Mão de Obra, Materiais e Equipamento em Edificação e Obras Públicas de J. Paz Branco, disponível em PDF nas Edições Gustave Eiffel

Dentro das razões apontadas nas notas de introdução, e adaptando as combinações possíveis com o Quadro 0.1, temos possibilidade de obter (804x20) 16 080 resultados possíveis e a possibilidade de aplicar os 804 resultados directos em 5 funções não dependentes do Quadro 0.1.

Para a escolha do valor aplicável entre os 804 de leitura directa, temos no corpo A da tabela os resultados provisórios da combinação da natureza do solo com os meios a utilizar na escavação (os valores não preenchidos, espaços em branco, correspondem a incompatibilidade de meios com a natureza dos solos).

Mas os resultados do corpo A não são aplicáveis indiferentemente em qualquer classe de trabalho, pelo que deverão ser corrigidos pelo factor de dificuldade característico da escavação a realizar e que se encontra no corpo B.

Assim, qualquer leitura efectuada no corpo A deverá sempre ser verificada ou corrigida pela amplificação do factor aplicável do corpo B. Exemplo:

— Escavação em terra rija, em valas de 0,60 m de largo e com 3,00 m de profundidade, utilizando meios braçais adequados (pá e picareta), em H x h/m3

  • corpo A — 2,30 H x h
  • corpo B — x 1,60 =3.68 H x h

Tratando-se de valor a considerar na elaboração de um orçamento, de acordo com o que foi indicado, é necessário ainda corrigi-lo pela aplicação do coeficiente utilizável do Quadro 0.1, isto é, o resultado da combinação das características da obra com compacidade de gestão.

Admitindo tratar-se de obra bem assistida, em bom tempo (obra boa e gestão muito boa) encontramos o coeficiente de correcção 0,855.

O valor a considerar seria 3.68/0.855 = 4,304

Nota importante, aplicável a todos os rendimentos das tabelas deste capítulo no que se refere a movimentos de terras.

A violência dos trabalhos desta natureza, que normalmente são executados sem qualquer protecção contra os agentes atmosféricos, obriga a que se apliquem sobre os resultados finais calculados um outro factor de correcção, o «factor fisiológico», sempre que a temperatura do ambiente saia dos limites de conforto, aquém dos 10° C ou além dos 24° C.

Sempre que esta desça abaixo dos 10° C devem agravar-se os tempos em 3% por grau abaixo daquele limite.

Quando acima dos 24° C deve agravar-se igualmente em 3% por grau até aos 30° C e 4% acima destes. Assim, a 5° C de temperatura um operário vê a sua capacidade física reduzida em cerca de 15% (se bem alimentado e agasalhado). E a 40° C a capacidade fica reduzida a 42% do normal.

Corpo A – Rendimentos de mão-de-obra para movimento de terras (Horas x homem por m3)
Factores solo-meios Terra Rocha
Pantanosa Solta Branda Semi-rija Rija Rija com pedras Compactada Branda Semi-rija Rija
A braço 2,40 0,80 1,40 1,95 2,30 3,40 4,10 5,10 8,60 15,60
A ar comprimido – martelos 0,78 0,85 0,98 0,99 1,29 1,90
Escavadora de pá 0,02 0,03 0,04 0,41 0,06 0,12 0,14
Escavadora de colher 0,04 0,02 0,03 0,04 0,05 0,07 0,14
C/ explosivo e perfuração braçal 1.35 6,00 10,50
C/ explosivo e perfuração mecânica 0,68 2,28 3,54
Corpo B
Classe do trabalho Largura
(m)
Altura
(m)
Terra Rocha
Pantanosa Solta Branda Semi-rija Rija Rija com pedras Compactada Branda Semi-rija Rija
Escavação em trincheiras e regularização de plataformas além de 2,00 0,30 1,10 1,10 1,10 1,10 1,10 1,10 1,10 0,50 1,05 1,15
0,60 1,10 1,10 1,10 1,10 1,05 1,05 1,05 0,50 1,05 1,10
0,90 1,05 1,05 1,05 1,05 1,00 1,00 1,00 0,70 1,05 1,10
1,20 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 0,90 1,00 1,00
1,50 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00
3,00 1,25 1,20 1,07 1,05 1,05 1,05 1,05 1,10 1,05 1,05
4,50 1,50 1,40 1,30 1,30 1,30 1,30 1,25 1,15 1,10
Escavação em abertura de valas de 0,30 a 0,50 1,50 1,50 1,45 1,35 1,30 1.30 1,25 1,10 1,40 1,60
3,00 1,60 1,50 1,45 1,40 1,50 1,40 1,30 1,60 1,80
4,50 1,85 1,75 1,70 1,65 1,85 1,70 1,70 1,85 2,10
de 0,50 a 0,70 1,50 1,15 1,10 1,05 1,20 1.20 1,15 1,05 1.20 1,25
3,00 1,35 1,20 1,15 1,60 1,45 1,35 1,15 1,30 1,40
4,50 1,60 1,55 1,50 1,85 1,80 1,60 1,35 1,50 1,85
de 0,70 a 1,10 1,50 1,15 1,10 1,10 1,05 1,10 1,10 1,10 1,05 1,15 1,20
3,00 1,45 1,50 1,40 1.30 1,40 1,50 1,40 1,10 1,25 1,35
4,50 1,45 1,50 1,45 1,75 1,70 1,50 1,30 1,45 1,75
Escavação em abertura de caixas e poços Ø de 1,00 a 1,20 1,50 1,25 1,50 1,45 1,35 1,30 1,40 1,25 1,15 1,25 1,30
3,00 1,60 1,50 1,45 1,40 1,50 1,35 1,20 1,40 1,50
4,50 1,85 1,75 1,70 1,60 1,70 1,55 1,40 1,60 1,95
além de 1,20 1,50 1,15 1,20 1,10 1,10 1.15 1,20 1,15 1,05 1,15 1,20
3,00 1,45 1,40 1,35 1,25 1,20 1,30 1,20 1,10 1,25 1,35
4,50 1,70 1,60 1,55 1,40 1,50 1,40 1,30 1,45 1,75
6,00 2,30 1,95 1,75 1,70 1,90 1,70 1,45 1,65 2,00









Cursos

Consulte os cursos disponíveis na Escola Profissional Gustave Eiffel

Escola Profissional Gustave Eiffel