Introdução à orçamentação 4 – Cálculo do custo da Mão de Obra

25/02/2011Biblioteca - Introdução orçamentação

[tab: Cálculo]

Introdução

O cálculo do valor hora e dos encargos de mão-de-obra para cada categoria profissional varia de empresa para empresa já que cada uma têm diferentes politicas salariais, quer ao nível dos vencimentos bases, como ao nível dos encargos variáveis.

Torna-se assim indispensável que cada empresa calcule os seus próprios valores, já que um valor mal calculado manda a empresa à falência porque ganha obras mas perde dinheiro ou porque não ganha obras.

Devidos às recentes alterações nos horários de trabalho, nas indemnizações por cessação do contracto de trabalho e possivelmente nos dias de férias, o valor da mão de obra sofreu uma redução que nesta altura ainda não é completamente quantificável.

Nos separadores “2012” e “2011” estão ficheiros que permitem o cálculo de acordo com as regras de 2011 e de 2012 permitindo avaliar o impacto que as recentes alterações têm no valor hora.

Estão preenchidos com valores tipo para 3 categorias, mas podem fazer simulações alterando os valores que estão na coluna “B”.


Composição do valor

No cálculo do valor hora da mão de obra, existem 3 parcelas a considerar:

  • Vencimento
  • Encargos fixos
  • Encargos variáveis

Vencimento

Para calcular o vencimento ilíquido de um oficial que ganhe 750.00€ mensais, temos:

  • Cada operário recebe 14 vencimentos por ano: 750€ x 14 meses = 10500€
  • Um ano tem 52 semanas com 5 dias por semana a 8.5 horas de trabalho por dia = 2210 horas de trabalho por ano.

A estas 2210 horas, temos de deduzir as férias e os feriados

  • Férias = 25 dias x 8.50 horas = 212.50 horas (Pode ser revisto para 22 dias)
  • Formação profissional = 35.00 horas por ano
  • Feriados = 6 feriados x 8.5 horas + 1 ponte (véspera de Natal) x 8.5 horas= 58.50 horas
  • Total de horas trabalhadas = 2210-212.50-51.00-35-8.50 = 1903 horas
  • Valor hora sem encargos: 10.500€ / 1903 hr = 5,518€/horas

Feriados e pontes

Os feriados para o ano de 2012 são os seguintes, havendo ainda a considerar 4 possíveis pontes, embora seja previsível que apenas seja concedida a Véspera de Natal

Feriados e pontesAno 2012
DataDia da semanaFeriadosPossivel Ponte
Ano Novo01-01-2012domingo
Carnaval21-02-2012terça-feira11
Sexta-Feira Santa06-04-2012sexta-feira1
Páscoa08-04-2012domingo
Dia da Liberdade25-04-2012quarta-feira1
Dia do Trabalhador01-05-2012terça-feira11
Dia de Portugal10-06-2012domingo
Dia de Todos os Santos01-11-2012quinta-feira11
Imaculada Conceição08-12-2012sábado
Natal25-12-2012terça-feira11
Total64

Encargos fixos

Nos encargos fixos, considero os seguintes:

  • Segurança social – 23.75% = 1.310€/hr
  • Seguros – 2.50% = 0.138€/hr
  • Subsidio de alimentação – 6.41€/dia / 8.5 horas = 0.754€

Total = 2.202€ / hora (39.91%)


Encargos variáveis

Considero nos encargos variáveis, aqueles encargos que variam de empresa para empresa, porque cada empresa têm critérios próprios para as faltas remuneradas ou para as tolerâncias de ponto, por exemplo. Podemos considerar:

  • Tolerância de ponto: 2 dias = 0.049€/hr
  • Inactividade devida ao mau tempo: 4 dias por ano = 0.099€/hr
  • Indemnização por cessação do contrato individual de trabalho = 22 * 8.5 horas / 2210hr = 0.542€/hr (Pode e deverá ser revisto)
  • Segurança, higiene e saúde no trabalho = 4% ou 0.221€/hr (cerca de 420€ /ano)
  • Formação profissional = 0.276€/hr (cerca de 525€ /ano) (este custo é o custo da entidade formadora e não o tempo gasto na formação)

Total = 1.187 €/hr (21.50%)


Total de encargos

  • Valor base: 5.518€
  • Encargos fixos: 2.202€
  • Encargos variáveis: 1.187€
  • Total = 8.91€
  • Percentagem de encargos: 61.48% do valor hora base.

Notas finais

A percentagem de encargos a adicionar é completamente diferente da da Aecops, mas a base de cálculo deles é diferente e quanto a mim, mais complexa de utilizar.

Afim de evitar surpresas desagradáveis, costumo arredondar a percentagem de encargos para 60%, de forma a ter uma pequena folga para os anos em que existam mais feriados. Uma fórmula rápida para calcular isto é: Vencimento ilíquido x 14 meses / 2210 horas + 70%

[tab:Ano 2012] [tab:Ano 2011]

Calculo Online

[tab:Feriados]
[tab:END]