Critérios de medição de impermeabilizações

27/12/2021Critérios de medição

15.1 – Regras gerais

  1. As medições dos revestimentos serão agrupadas em sub-capítulos conforme se trate de revestimento com telhas, soletos (placa de ardósia), chapas metálicas, chapas de fibrocimento, etc.
  2. As medições serão efectuadas de modo a serem individualizadas em rubricas próprias tendo em atenção a forma e modo de colocação do material utilizado no revestimento, nomeadamente
    1. natureza dos materiais constituintes;
    2. dimensões das peças de revestimento
    3. métodos de assentamento
    4. condições de execução
  3. As medições serão obtidas a partir do projecto, ou directamente na obra, de modo a traduzirem a verdadeira grandeza das dimensões dos elementos
  4. As dimensões englobam o fornecimento dos materiais e acessórios e todas as operações necessárias à execução dos revestimentos
  5. Sempre que necessário, as operações indicadas na alínea anterior poderão ser separadas em alíneas próprias.
  6. Os elementos especiais de cobertura, como telhas-passadeiras, ventiladoras, etc., poderão, se necessário, serem medidos em separado

15.2 – Revestimentos de coberturas

  1. As medições das águas ou tacaniças de uma cobertura de telhado serão realizadas em m2 de modo a traduzirem o desenvolvimento total da superfície a revestir
  2. As áreas correspondentes à intersecção de outros elementos (chaminés, ventilações, etc.), só serão deduzidas quando superiores a 1,00 m
  3. Os beirados, quando constituam um trabalho distinto do restante revestimento da cobertura, serão medidos em rubrica própria, com indicação da natureza do material de que são executados. A medição será realizada em m. Os cantos ou tornejos, sempre que executados com peças especiais, serão medidos em rubrica própria, e a medição feita à unidade (un).
  4. As cumieiras, rincões e Iarós serão discriminadas em rubricas próprias, com indicação da natureza do material de que são executadas. As medições serão realizadas em m.
  5. Na medição do revestimento da cobertura das trapeiras, serão tidas em consideração as regras formuladas anteriormente.
  6. As medições do revestimento de superfícies verticais com material idêntico ao das coberturas, será feito de acordo com as regras anteriores.
  7. As telhas de vidro e elementos de ventilação não constituídos por caixilhos serão medidos à unidade (un).
  8. Os acrotérios, coroamentos das paredes, as balaustradas, as grades de resguardo, escadas e patins para limpeza de chaminés e outros elementos afins, serão medidos nos respectivos capítulos de acordo com o material de que são executados.
  9. As chaminés, ventiladores e respiros, quando constituindo parte de instalações ou trabalhos medidos em capítulos próprios (chaminés de alvenaria, ventilações de esgoto, etc.) não serão incluídos neste capítulo

15.3 – Drenagem de águas pluviais

  1. As caleiras de algeroz ou de Iarós serão medidas em rubricas próprias, tendo em consideração não só o material de que são constituídos e modo de execução e apoio, como o desenvolvimento das suas secções transversais. A medição será realizada em m.
  2. Os tubos de queda de águas pluviais, zinco, chapa zincada, fibrocimento ou material plástico, serão medidos em rubricas próprias, tendo em consideração a natureza do material constituinte e as condições de execução A sua medição será realizada em m. Os funis, bacias, ralos ou outros acessórios quando existirem, serão medidos à unidade (un).
  3. Os remates com paramentos verticais (abas, rufos e canais) serão medidos em rubricas próprias, com indicação do material de que são executados. A medição será realizada em m.

Índice

Notas gerais

Estaleiro

Estrutura

Arquitectura

Arranjos exteriores

  • 27 - Pavimentos exteriores
  • 28 - Pavimentos betuminosos
  • 29 - Jardins
  • 30 - Mobiliário urbano
  • 31 - Vedações

Instalações especiais

Reabilitação

  • 37 - Reabilitação de alvenarias
  • 38 - Reabilitação de betão armado
  • 39 - Reabilitação de cantarias
  • 40 - Reabilitação de carpintarias
  • 41 - Reabilitação de serralharias
  • 42 - Reabilitação de estuques
  • 42 - Reabilitação de azulejos