Critérios de medição de instalações de climatização

01/01/2022Critérios de medição

34.1 – Regras gerais

  1. As medições relativas a instalações de ar condicionado serão individualizadas nos subcapítulos seguintes
    1. unidades de tratamento do ar
    2. condutos, filtros, grelhas e difusores
  2. Neste capítulo, as instalações são medidas com unidades centrais de tratamento e condutos de distribuição com ou sem retorno.
  3. Quando a instalação é constituída por unidades de aquecimento e de arrefecimento de água localizadas numa central e redes de distribuição desta a condicionadores locais, observam-se as regras de medição para as instalações de aquecimento do capítulo Instalações de aquecimento por água ou vapor.

34.2 – Unidades de tratamento do ar

  1. As unidades de tratamento do ar podem ser de janela ou consola e, nestas condições, serão consideradas como equipamento eléctrico de conforto, tal como os irradiadores eléctricos.
  2. A medição indicará para todos estes dispositivos a inclusão ou exclusão de tarefas auxiliares de montagem e as peças de fixação e/ou acessórios a incorporar nas paredes ou pisos para este efeito.
  3. Todas as tarefas excluídas da montagem e/ou preparação desta, como a incorporação nas alvenarias de peças de fixação ou acessórios, serão medidos de acordo com o que nas regras correspondentes à especialidade se indica e com referência à instalação a que se destina.
  4. Se, para além das tarefas auxiliares da montagem ou da simples fixação de dispositivos, se prevê a execução de pinturas, estas, ainda que a executar na fase da obra correspondente, deverão ser destacadas em artigos especiais, com materiais e processos bem especificados e medidos de acordo com as regras apresentadas no capítulo relativo a pinturas.

34.3 – Condutos, filtros, grelhas e difusores

  1. Os condutos de ar são medidos em m, com a indicação das duas medidas da secção, quando rectangulares, ou diâmetro, quando de secção circular. Haverá uma medição para cada secção. Os acessórios de ligação em ângulos, curvas, encaixes, derivações em mudança de secção serão medidos à unidade (un) e bem especificados.
  2. Os terminais (filtros, grelhas ou difusores) serão medidos à unidade (un) e bem especificados quanto a materiais, apresentação, forma e dimensões.
  3. A medição indicará para todos estes dispositivos a inclusão ou exclusão de tarefas auxiliares de montagem e as peças de fixação e/ou acessórios a incorporar nas paredes ou pisos para este efeito.
  4. Quando se preveja isolamento térmico ou acústico de envolvimento dos condutos, ou em parte destes, a medição será feitas nas mesmas condições recomendadas para os dispositivos a isolar, isto é, m para os condutos e unidade (un) para as ligações.
  5. Todas as tarefas excluídas da montagem e/ou preparação desta, como a incorporação nas alvenarias de peças de fixação ou acessórios, serão medidos de acordo com o que nas regras correspondentes à especialidade se indica e com referência à instalação a que se destina.
  6. Se, para além das tarefas auxiliares da montagem, do isolamento, ou da simples fixação de dispositivos, se prevê a execução de pinturas, estas, ainda que a executar na fase da obra correspondente, deverão ser destacadas em artigos especiais, com materiais e processos bem especificados e medidos de acordo com as regras apresentadas no capítulo relativo a pinturas.

Índice

Notas gerais

Estaleiro

Estrutura

Arquitectura

Arranjos exteriores

  • 27 - Pavimentos exteriores
  • 28 - Pavimentos betuminosos
  • 29 - Jardins
  • 30 - Mobiliário urbano
  • 31 - Vedações

Instalações especiais

Reabilitação

  • 37 - Reabilitação de alvenarias
  • 38 - Reabilitação de betão armado
  • 39 - Reabilitação de cantarias
  • 40 - Reabilitação de carpintarias
  • 41 - Reabilitação de serralharias
  • 42 - Reabilitação de estuques
  • 42 - Reabilitação de azulejos