Introdução à orçamentação 7 – Custos directos

23/02/2011Biblioteca - Introdução orçamentação

Os custos directos são os custos imputáveis, sem margem de erro significativa, a cada uma das actividades (ou tarefas) em que se divide a obra. A lista de actividades (ou tarefas) é o conjunto de artigos ou itens que compõem a lista de medições.

Uma lista de medições deve contemplar os seguintes aspectos:

  • deve estar dividida em capítulos, correspondentes a grandes grupos de naturezas de trabalho (por exemplo, fundações, carpintarias, pinturas, etc.);
  • em cada capítulo devem ser separadas as actividades realizadas por diferentes categorias profissionais (por exemplo, betão, cofragem, aço, etc.);
  • estas últimas devem dividir-se por tarefas a que correspondam custos diferentes, quer por questões dimensionais (alvenarias de tijolo de 7, de 11, de 15, por exemplo), de diferente natureza ou qualidade dos recursos (rebocos com diferentes traços de argamassa) ou com dificuldade variada (cofragens para betão à vista ou para revestir, betonagem de pilares ou de lajes, etc.).

Podem, em geral, incluir-se nos custos directos 4 tipos de recursos:

Mão-de-obra

São os custos constituídos pelas despesas com os salários do pessoal envolvido directamente na produção, incluindo os respectivos encargos sociais previstos na lei ou da iniciativa da empresa.
Estão igualmente incluídos os custos com o transporte dessa mão-de-obra, o seu alojamento, etc.

Materiais

São os custos que incluem não só o custo dos materiais em si, mas também o seu transporte até ao local da obra. Incluem igualmente os encargos com o imposto sobre o valor acrescentado (IVA), desde que não dedutível (o IVA é dedutível nas empreitadas e não dedutível na promoção imobiliária).

Equipamento

O equipamento é igualmente considerado como custo directo caso seja utilizado directamente na realização dos trabalhos e desde que seja possível avaliar, com algum rigor, a sua comparticipação em cada tarefa específica.

Equipamentos como por exemplo a grua, que contribui para a realização de inúmeros trabalhos e cujo custo está mais associado à permanência em obra do que à sua produção, não devem ser aqui considerados.

Subempreitadas (parciais ou globais)

São também custos directos o fornecimento de produtos ou a prestação de serviços por terceiros (como é correntemente o caso das subempreitadas) na execução de determinadas actividades (ou tarefas) e que podem consistir no fornecimento conjunto de qualquer dos três tipos de recursos já referidos.