Objectivo

O principal objectivo de uma empresa de construção civil não é fazer obras, é ganhar dinheiro a fazer obras.

Para isso, precisa de calcular com exactidão possível, quanto são os custos previstos e quais são as receitas previstas naquela obra.  O documento que nos dá essa informação é o orçamento, que pode ser visto, de forma muito simplista, como o documento onde se descrevem os custos e os resultados esperados de uma obra e, onde se efectua o estudo relativo à sua viabilidade.

O orçamento procura evitar duas situações: a sobre-orçamentação, isto é, a determinação de preços excessivamente altos que conduzem à perda de competitividade da empresa e consequente fecho e a sub-orçamentação, onde os preços demasiado baixos são insuficientes para cobrir os custos da obra, conduzindo à falência da empresa.

Uma das leis não escritas dos orçamentos é que todas os orçamentos estão caras até se ganhar a obra, pelo que os orçamentistas levam na cabeça quando perdem e quando ganham. 

É necessário que o orçamento seja o mais real possível e que haja sentido crítico por parte de quem o elabora, porque os números falam connosco, se os soubermos ouvir. Quando terminamos de calcular um preço, temos de olhar para ele e perguntar-nos se o preço faz sentido. Os cálculos podem estar todos muito certos e ainda assim, o preço está errado.

É neste sentido que todos os orçamentos devem apresentar três atributos:

  • Precisão;
  • Especificidade;
  • Temporalidade.

Precisão

Uma vez que o orçamento é elaborado antes da realização da obra naturalmente que o seu valor não é um valor exacto, mas sim uma estimativa. O seu valor não tem de ser exacto, mas sim preciso, isto é, deve procurar aproximar-se o mais possível do valor que efectivamente a obra irá custar.

Pessoalmente considero que um bom orçamento tem uma precisão inferior a +/- 3%.

Especificidade

A especificidade do orçamento, foca-se a ideia de que por mais que o orçamentista se baseie em trabalhos anteriores e preços da nossa base de dados, é necessário que o adapte às especificidades da obra em causa. Existem vários factores que diferenciam as obras de construção civil, nomeadamente, os acessos, o clima, o tipo de solo, a mão-de-obra disponível, entre outros.

É muito diferente orçamentar a execução de uma estrada para ser executada no Verão ou no Inverno. Os trabalhos são exactamente os mesmos, mas os rendimentos são diferentes devido à incerteza climatérica. Como também é diferente orçamentar um tecto falso num rés-do-chão ou num 4 andar sem elevador.

Temporalidade

A temporalidade do orçamento refere-se ao momento em que o mesmo é elaborado e o momento em que a obra é executada. Nunca sabendo a data em que a obra será executada, é necessário proteger o orçamento (via preço ou memória descritiva) para o caso de ser executada em condições climatéricas adversas ou para aumentos súbitos dos preços de matérias primas.

Antes de fechar um orçamento, telefono sempre para o fornecedor de ferro para ter indicações do comportamento futuro do preço. Isso definirá o coeficiente de risco a aplicar nos artigos de estrutura metálicas e de armaduras para betão armado.