Rendimentos de mão-de-obra em escavação de terras – Paz Branco

23/05/2013 | Biblioteca - Rendimentos Paz branco

I.1 Escavação de terras

(Horas x homem por m3)

Esta tabela faz parte do livro Rendimentos de Mão de Obra, Materiais e Equipamento em Edificação e Obras Públicas de J. Paz Branco, disponível em PDF nas Edições Gustave Eiffel

Dentro das razões apontadas nas notas de introdução, e adaptando as combinações possíveis com o Quadro 0.1, temos possibilidade de obter (804x20) 16 080 resultados possíveis e a possibilidade de aplicar os 804 resultados directos em 5 funções não dependentes do Quadro 0.1.

Para a escolha do valor aplicável entre os 804 de leitura directa, temos no corpo A da tabela os resultados provisórios da combinação da natureza do solo com os meios a utilizar na escavação (os valores não preenchidos, espaços em branco, correspondem a incompatibilidade de meios com a natureza dos solos).

Mas os resultados do corpo A não são aplicáveis indiferentemente em qualquer classe de trabalho, pelo que deverão ser corrigidos pelo factor de dificuldade característico da escavação a realizar e que se encontra no corpo B.

Assim, qualquer leitura efectuada no corpo A deverá sempre ser verificada ou corrigida pela amplificação do factor aplicável do corpo B. Exemplo:

— Escavação em terra rija, em valas de 0,60 m de largo e com 3,00 m de profundidade, utilizando meios braçais adequados (pá e picareta), em H x h/m3

  • corpo A — 2,30 H x h
  • corpo B — x 1,60 =3.68 H x h

Tratando-se de valor a considerar na elaboração de um orçamento, de acordo com o que foi indicado, é necessário ainda corrigi-lo pela aplicação do coeficiente utilizável do Quadro 0.1, isto é, o resultado da combinação das características da obra com compacidade de gestão.

Admitindo tratar-se de obra bem assistida, em bom tempo (obra boa e gestão muito boa) encontramos o coeficiente de correcção 0,855.

O valor a considerar seria 3.68/0.855 = 4,304

Nota importante, aplicável a todos os rendimentos das tabelas deste capítulo no que se refere a movimentos de terras.

A violência dos trabalhos desta natureza, que normalmente são executados sem qualquer protecção contra os agentes atmosféricos, obriga a que se apliquem sobre os resultados finais calculados um outro factor de correcção, o «factor fisiológico», sempre que a temperatura do ambiente saia dos limites de conforto, aquém dos 10° C ou além dos 24° C.

Sempre que esta desça abaixo dos 10° C devem agravar-se os tempos em 3% por grau abaixo daquele limite.

Quando acima dos 24° C deve agravar-se igualmente em 3% por grau até aos 30° C e 4% acima destes. Assim, a 5° C de temperatura um operário vê a sua capacidade física reduzida em cerca de 15% (se bem alimentado e agasalhado). E a 40° C a capacidade fica reduzida a 42% do normal.

Corpo A – Rendimentos de mão-de-obra para movimento de terras (Horas x homem por m3)
Factores solo-meiosTerraRocha
PantanosaSoltaBrandaSemi-rijaRijaRija com pedrasCompactadaBrandaSemi-rijaRija
A braço2,400,801,401,952,303,404,105,108,6015,60
A ar comprimido – martelos0,780,850,980,991,291,90
Escavadora de pá0,020,030,040,410,060,120,14
Escavadora de colher0,040,020,030,040,050,070,14
C/ explosivo e perfuração braçal1.356,0010,50
C/ explosivo e perfuração mecânica0,682,283,54
Corpo B
Classe do trabalhoLargura
(m)
Altura
(m)
TerraRocha
PantanosaSoltaBrandaSemi-rijaRijaRija com pedrasCompactadaBrandaSemi-rijaRija
Escavação em trincheiras e regularização de plataformasalém de 2,000,301,101,101,101,101,101,101,100,501,051,15
0,601,101,101,101,101,051,051,050,501,051,10
0,901,051,051,051,051,001,001,000,701,051,10
1,201,001,001,001,001,001,001,000,901,001,00
1,501,001,001,001,001,001,001,001,001,001,00
3,001,251,201,071,051,051,051,051,101,051,05
4,501,501,401,301,301,301,301,251,151,10
Escavação em abertura de valasde 0,30 a 0,501,501,501,451,351,301.301,251,101,401,60
3,001,601,501,451,401,501,401,301,601,80
4,501,851,751,701,651,851,701,701,852,10
de 0,50 a 0,701,501,151,101,051,201.201,151,051.201,25
3,001,351,201,151,601,451,351,151,301,40
4,501,601,551,501,851,801,601,351,501,85
de 0,70 a 1,101,501,151,101,101,051,101,101,101,051,151,20
3,001,451,501,401.301,401,501,401,101,251,35
4,501,451,501,451,751,701,501,301,451,75
Escavação em abertura de caixas e poços Øde 1,00 a 1,201,501,251,501,451,351,301,401,251,151,251,30
3,001,601,501,451,401,501,351,201,401,50
4,501,851,751,701,601,701,551,401,601,95
além de 1,201,501,151,201,101,101.151,201,151,051,151,20
3,001,451,401,351,251,201,301,201,101,251,35
4,501,701,601,551,401,501,401,301,451,75
6,002,301,951,751,701,901,701,451,652,00

Cursos

Consulte os cursos disponíveis na Escola Profissional Gustave Eiffel

Escola Profissional Gustave Eiffel