Rendimentos de mão-de-obra para operações fundamentais de escavação

31/05/2013 | Biblioteca - Rendimentos Paz branco









Rendimentos de mão-de-obra para operações fundamentais de escavação

Esta tabela faz parte do livro Rendimentos de Mão de Obra, Materiais e Equipamento em Edificação e Obras Públicas de J. Paz Branco, disponível em PDF nas Edições Gustave Eiffel

Tabela de rendimentos

Esta tabela foi organizada com vista à determinação de tempos de execução para alguma tarefa de características não abrangidas pela tabela 1.1

Exemplo: Corte de terra rija em regularização de taludes de pequeno declive e baldeação à distância média de 2,00 m.

  • 1,00 m3 Escavação / 0.0012 = 833,33 golpes de picareta
  • Capacidade: 833,33 golpes de picareta / 396 (possíveis) = 2,10 Hxh
  • Baldeação: 1,000 m3 x 1,35 (empolamento) / 0,0027 m3 por baldeação = 500
  • Capacidade: 500 baldeações / 260 possíveis = 1,92 Hxh

Logo, 2,10+1,92=4,02 Hxh de tempo teórico a corrigir pelo coeficiente aplicável do Quadro 0.1, se for para orçamento.

Tabela I.1.1 – Operações fundamentais de escavações «a braço»
Tempos-PadrãoTerraRocha
PantanosaSoltaBrandaSemi-rijaRijaRija com pedrasCompac- tadaBtandaSemi-rijaRija
Um operário pode executar 396 golpes de picareta ou enxada por hora, cortando em cada golpe:Valores em dcm3
Picareta3,502,101,401,200,840,700,50
Enxada4,502,701,80
Um operário pode executar 300 golpes de marreta de 5 kgf por hora, cortando a guilho por série de 10 golpes: (inter. êm 2 operários)7,504,102,20
Um operário pode executar 212 operações de corte+baldeação de terras à pá por hora, deslocando em cada operação:2,00
Um operário pode executar 260 operações baldeação de terras à pá por hora, deslocando em cada operação:2,803,203,002,702,602,702,00
Um operário pode produzir 480 operações de arrasto de terras à enxada por hora, em limpeza de produtos, arrastando 0,60 m de distância em cada operação:1,702,502,501,801,802,102,10









Cursos

Consulte os cursos disponíveis na Escola Profissional Gustave Eiffel

Escola Profissional Gustave Eiffel